MCR 46 conquista vitória e bate recorde de voltas na história das 12 Horas de Tarumã

Corrida foi marcada por fortes disputas durante a noite e emoção nas homenagens antes da largada

 

Emoções do início ao fim e uma vitória irreparável. Depois de largar na segunda colocação no grid e se manter entre os ponteiros durante toda a corrida o MCR 46 mais uma vez sagrou-se vencedor nas 12 Horas de Tarumã em uma demonstração de velocidade e resistência.

- Foi uma 12 Horas com um ritmo frenético durante muitas voltas. Estávamos numa velocidade muito acima do que o normal para uma prova de longa duração e trocando de posição a cada curva. Fiquei cansado como há tempo não ficava. Tivemos poucos problemas e a equipe toda merece muito isso -afirmou um dos pilotos do quarteto vencedor do MCR 46, Vitor Genz.

A prova teve tempo seco durante todo o tempo, o que elevou o ritmo da competição. Poucos acidentes também fizeram com que a corrida tivesse um elevado número de voltas, já que o tempo de safety car na pista, foi inferior a anos anteriores.

- Ninguém ganha sozinho, foi um trabalho sensacional de toda equipe. Essa corrida, realmente, foi em um ritmo muito forte. Essa era para nós. Batemos o recorde que era 551 voltas e fizemos 552 - comentou o piloto João Sant´Anna que está a uma vitória de igualar o recorde de vitórias em 12 Horas de Tarumã, que é de "Castrinho".

O jovem Christian Castro também se emocionou com a conquista e falou sobre os desafios que uma prova de longa duração, como as 12 Horas impõe aos pilotos.

- É a minha quarta vitória em 12 Horas de Tarumã. Batalhamos muito e chegou a nossa vez. Estamos muito felizes -relatou.

A pole position foi do MRX 28 de Juliano Moro, Gustavo Martins, Vicente Orige e Cristina Rosito. Rápido e seguro na pista, o protótipo manteve a dianteira durante a madrugada até a 3ª hora de corrida. Ainda durante a noite, o MRX 65 de Nilson Ribeiro e José Ribeiro que vinha sempre ameaçando o líder tomou a liderança. Ao amanhecer, porém o MCR 46 de Vitor Genz, Christian Castro, João Sant´Anna e Carlos Kray assumiu a ponta.

Na segunda colocação durante boa parte da corrida, o MRX 65 de Nilson Ribeiro e José Ribeiro, do Mato Grosso do Sul, viu as chances de vitória escaparem totalmente quando restavam 45 minutos para o fim. Um problema mecânico impediu o time de voltar para pista.

A equipe do Tubarão, formada por Tiel de Andrade, Osvaldo Sheer, Eduardo Sheer e Guilherme Sheer foi também brilhante durante toda corrida e fechou na 2ª colocação. A equipe de Campo Bom, impressionou pelo bom desempenho do protótipo e pela grande torcida presente em Tarumã

- A gente gosta do esporte e admira os adversários que ganham. Eu não aprendo com a derrota, eu procuro aprender com quem ganhou -afirmou bem humorado o chefe de equipe do Tubarão, Carlinhos de Andrade.

Antes da largada, houve momentos de emoção. Uma placa e um pedestal em nome da Confraria dos Jurássicos e do Automóvel Clube do Rio Grande do Sul foi entregue aos familiares de Antônio Pegoraro, ex-piloto e um dos idealizadores do Autódromo de Tarumã e que levou também o nome para a prova 12 Horas de Tarumã de 2014. O piloto e membro da Confraria dos Jurássicos, Fernando Esbróglio, relatou com emoção a lembrança de Antônio Pegoraro.

- Peço aos jovens que agora abrilhantam essa pista e afrontam a Curva 1 que é o que divide os "meninos" dos "homens", uma recordação ao nome de Pegoraro. Em 1970, e durante os seis anos que levou para ser construído o circuito, ele teve plena dedicação. Nós não teríamos sido campeões como fomos e não teríamos enfrentando a Curva 1 se não fosse ele. Se hoje estamos aqui é graças a essa personalidade que com carisma imenso e uma paixão incomensurável ajudou a erguer esse Autódromo - disse.

Também foram feitas homenagens ao recentemente falecido Vanir Vicente Ghilardi, conhecido como "Alemão da Pole" e um troféu entregue aos mais rápidos em cada categoria no Treino Classificatório.

Classificação Final

PROVA Melhor Volta
Pos N° Piloto(s) TEMPO/Dif. Dif/Ant. Vlts Última Tempo Km/h na
1 46 J.Santanna/V.Genz/C.Kray/C.Castro MCR 12:00:47.132 552 1:09.701 1:03.914 171.17 190
2 5 O.Scheer/G.Scheer/E.Scheer/G.Andrade Tubarão == 530 == 22 vlts 530 1:15.746 1:06.024 165.70 333
3 18 Poeta/Daudt/Silveira/Giacomello/Senger Maserati == 512 == 40 vlts 512 1:18.413 1:12.661 150.56 376
4 65 Jose Ribeiro/Nilson Ribeiro MRX == 508 == 44 vlts 508 1:08.703 1:03.761 171.58 454
5 177 R.Bacher/J.Martini/R.Lemke Volvo == 506 == 46 vlts 506 1:30.663 1:13.594 148.65 39
6 28 J.Moro/G.Martins/C.Rosito/V.Orige MRX == 492 == 60 vlts 492 1:52.557 1:03.445 172.43 328
7 7 F.Stédile/E.Stédile/L.Crestani Spyder == 484 == 68 vlts 484 1:18.299 1:06.722 163.96 362
8 77 D.Elias/R.Toscan/L.Senna Gol == 483 == 69 vlts 483 1:24.400 1:17.191 141.73 14
9 2 F.Mello/C.Rabello/I.Eberle Spyder == 463 == 89 vlts 463 1:22.097 1:13.893 148.05 81
10 22 Halmenschlager's/A.F.Silva Gol == 456 == 96 vlts 456 1:26.940 1:18.520 139.33 5
11 71 H.Assunção/P.Serrano/E.Padrão MRX == 450 == 102 vlts 450 1:13.794 1:04.926 168.50 42
12 111 C.Belleza/A.Toso/Vilson Jr/P.Rutzen Maserati == 446 == 106 vlts 446 1:34.916 1:12.169 151.59 28
13 96 S.Toigo/M.Vianna/H.Kohl/P.Rotta MCR == 445 == 107 vlts 445 1:19.900 1:10.900 154.30 312
14 113 C.Estites/M.Kern/R.Gargiulo/M.Caslini(913) Spyder == 440 == 112 vlts 440 1:27.090 1:14.506 146.83 281
15 38 M.Goulart/H.Goulart/J.Garavelo Chevette == 437 == 115 vlts 437 1:38.235 1:23.374 131.22 23
16 11 A.Diehl/R.Bonara/R.Boessio Spyder == 414 == 138 vlts 414 1:17.318 1:13.489 148.87 37
17 25 N.Faustini/C.Batista/E.Ferreira Montana == 411 == 141 vlts 411 1:14.885 1:11.165 153.73 248
18 8 N.Amaral/C.Krause/M.Rosemberg Passat == 400 == 152 vlts 400 1:28.769 1:20.431 136.02 240
19 52 T.Peretti/C.Jacovenko/R.Terres/J.Terres Corsa == 394 == 158 vlts 394 1:29.218 1:24.408 129.61 266
20 146 Fernando Miranda/Franco Dauer Gol == 383 == 169 vlts 383 1:24.538 1:21.614 134.05 5
21 63 G.Scomazzon/E.Postal/E.Postal Fiesta == 375 == 177 vlts 375 1:41.804 1:22.690 132.30 286
22 55 Jorge Flores/Leonardo Flores Fusca == 366 == 186 vlts 366 1:22.922 1:22.922 131.93 366
23 51 T.Junior/H.Ott/R.Schipper Escort == 361 == 191 vlts 361 1:22.974 1:18.044 140.18 16
24 78 J.Bastos/J.Bastos/E.Narciso Porsche == 327 == 225 vlts 327 1:36.334 1:17.177 141.75 93
25 54 P.Weber/T.Takagi/L.Silva/S.Rocha Escort == 303 == 249 vlts 303 1:27.475 1:19.073 138.35 68
26 91 J.Machado/R.Machado/J.Cardoso MR18 == 276 == 276 vlts 276 1:11.807 1:05.385 167.32 51
27 45 Schultz/Serdeira/Fonseca/Matuzalen/Carneiro Fiesta == 274 == 278 vlts 274 1:26.036 1:22.036 133.36 196
28 311 Paulo Fontes/Jose Fontes Celta == 247 == 305 vlts 247 1:40.005 1:23.368 131.23 23
29 302 Leovaldo Petry/Alessandro Safar Maverick == 181 == 371 vlts 181 1:20.544 1:16.219 143.53 93
30 72 S.Ventura/C.Ortolani/J.Park Spyder == 150 == 402 vlts 150 1:16.817 1:13.654 148.53 30
31 4 V.Roso/F.Roso/C.Ricci MR18 == 45 == 507 vlts 45 1:09.712 1:03.608 171.99 4

Melhor Volta: J.Moro/G.Martins/C.Rosito/V.Orige (28), 1:03.445 (média de 172.43 km/h), na 328ª volta
©Copyright 2000-2014 Cronomap Timing


PlayPress Assessoria de Imprensa

 

Insuperável e impecável na pista MCR 46 conquista vitória nas 12 Horas de Tarumã

A mais tradicional prova do automobilismo gaúcho teve festa do público e uma exibição perfeita da equipe do protótipo 46

 

Seis anos depois, o mesmo quarteto formado por Vitor Genz, João Sant´Anna, Carlos Kray e Christian Castro está de volta ao lugar mais alto do pódio na mais desejada corrida do automobilismo gaúcho. A tecnologia e os avanços do protótipo MCR 46 que já havia vencido outras duas vezes em 2007 e 2008, tornaram o carro ainda mais rápido, mas a resistência e bravura dos pilotos e mecânicos foi a mesma para a consagração no circuito de Tarumã. O piloto Vitor Genz comemorou ao lado do pai mais um trunfo nas 12 Horas de Tarumã

- Foi uma 12 Horas com um ritmo frenético durante muitas voltas. Estávamos numa velocidade muito acima do que o normal para uma prova de longa duração e trocando de posição a cada curva. Fiquei cansado como há tempo não ficava. Tivemos poucos problemas e a equipe toda merece muito isso - disse.

João Sant´Anna emocionado vibrou com a conquista.

- Ninguém ganha sozinho, foi um trabalho sensacional de toda equipe. Essa corrida, realmente, foi em um ritmo muito forte. Essa era para nós. Batemos o recorde que era 551 voltas e fizemos 552 - afirmou.

O piloto Carlos Kray, falou sobre dificuldades encontradas pela equipe durante a corrida

- Tivemos dificuldades com o carro 65 que até as 9h horas acompanhou de muito perto. Eles começaram a ter problemas e conseguimos abrir. Vamos comemorar. É a 5ª vitória em 12 Horas de Tarumã e foi a terceira que conquistamos juntos - relatou.

O preparador Luciano Mottin, destacou o esforço da equipe para tornar o carro não só rápido como resistente na pista, uma característica indispensável para quem quer sagrar-se vencedor em 12 Horas de Tarumã.

- Essa corrida deu tudo certo. Estávamos muito confiantes. A parceria com a Dacar deu muito certo. Tivemos um problema de quebra na alavanca do câmbio, mas foi coisa rápida de resolver - contou Mottin.

O caminho até a vitória não poderia ser diferente, sem a superação de problemas e até fatos inusitados. No treino classificatório, o piloto Vitor Genz ficou preso em um congestionamento causado por um protesto na Freeway e chegou ao circuito restante apenas 4 minutos para o fim da sessão. Ainda assim, o piloto sentou no cockpit do MCR 46 e acelerou fundo conquistando o segundo lugar no grid.

Desde as 6h um problema no câmbio do MCR 46 assustou a equipe. Com o defeito reparado, o time continuou na pista e no final os pilotos diminuíram o ritmo para não haver risco de parada.

O principal adversário durante a primeira hora da corrida, foi o MRX 28 de Juliano Moro, Gustavo Martins, Vicente Orige e Cristina Rosito. A liderança da prova para o MCR 46 veio somente as 4h quando ainda era noite em Viamão. Desde então, o carro foi perseguido de perto pelo MRX 65 de Nilson Ribeito e José Ribeiro e ainda pelo protótipo Tubarão, de Tiel de Andrade, Osvaldo Sheer, Eduardo Sheer e Guilherme Sheer.

Classificação Final

PROVA Melhor Volta
Pos N° Piloto(s) TEMPO/Dif. Dif/Ant. Vlts Última Tempo Km/h na
1 46 J.Santanna/V.Genz/C.Kray/C.Castro MCR 12:00:47.132 552 1:09.701 1:03.914 171.17 190
2 5 O.Scheer/G.Scheer/E.Scheer/G.Andrade Tubarão == 530 == 22 vlts 530 1:15.746 1:06.024 165.70 333
3 18 Poeta/Daudt/Silveira/Giacomello/Senger Maserati == 512 == 40 vlts 512 1:18.413 1:12.661 150.56 376
4 65 Jose Ribeiro/Nilson Ribeiro MRX == 508 == 44 vlts 508 1:08.703 1:03.761 171.58 454
5 177 R.Bacher/J.Martini/R.Lemke Volvo == 506 == 46 vlts 506 1:30.663 1:13.594 148.65 39
6 28 J.Moro/G.Martins/C.Rosito/V.Orige MRX == 492 == 60 vlts 492 1:52.557 1:03.445 172.43 328
7 7 F.Stédile/E.Stédile/L.Crestani Spyder == 484 == 68 vlts 484 1:18.299 1:06.722 163.96 362
8 77 D.Elias/R.Toscan/L.Senna Gol == 483 == 69 vlts 483 1:24.400 1:17.191 141.73 14
9 2 F.Mello/C.Rabello/I.Eberle Spyder == 463 == 89 vlts 463 1:22.097 1:13.893 148.05 81
10 22 Halmenschlager's/A.F.Silva Gol == 456 == 96 vlts 456 1:26.940 1:18.520 139.33 5
11 71 H.Assunção/P.Serrano/E.Padrão MRX == 450 == 102 vlts 450 1:13.794 1:04.926 168.50 42
12 111 C.Belleza/A.Toso/Vilson Jr/P.Rutzen Maserati == 446 == 106 vlts 446 1:34.916 1:12.169 151.59 28
13 96 S.Toigo/M.Vianna/H.Kohl/P.Rotta MCR == 445 == 107 vlts 445 1:19.900 1:10.900 154.30 312
14 113 C.Estites/M.Kern/R.Gargiulo/M.Caslini(913) Spyder == 440 == 112 vlts 440 1:27.090 1:14.506 146.83 281
15 38 M.Goulart/H.Goulart/J.Garavelo Chevette == 437 == 115 vlts 437 1:38.235 1:23.374 131.22 23
16 11 A.Diehl/R.Bonara/R.Boessio Spyder == 414 == 138 vlts 414 1:17.318 1:13.489 148.87 37
17 25 N.Faustini/C.Batista/E.Ferreira Montana == 411 == 141 vlts 411 1:14.885 1:11.165 153.73 248
18 8 N.Amaral/C.Krause/M.Rosemberg Passat == 400 == 152 vlts 400 1:28.769 1:20.431 136.02 240
19 52 T.Peretti/C.Jacovenko/R.Terres/J.Terres Corsa == 394 == 158 vlts 394 1:29.218 1:24.408 129.61 266
20 146 Fernando Miranda/Franco Dauer Gol == 383 == 169 vlts 383 1:24.538 1:21.614 134.05 5
21 63 G.Scomazzon/E.Postal/E.Postal Fiesta == 375 == 177 vlts 375 1:41.804 1:22.690 132.30 286
22 55 Jorge Flores/Leonardo Flores Fusca == 366 == 186 vlts 366 1:22.922 1:22.922 131.93 366
23 51 T.Junior/H.Ott/R.Schipper Escort == 361 == 191 vlts 361 1:22.974 1:18.044 140.18 16
24 78 J.Bastos/J.Bastos/E.Narciso Porsche == 327 == 225 vlts 327 1:36.334 1:17.177 141.75 93
25 54 P.Weber/T.Takagi/L.Silva/S.Rocha Escort == 303 == 249 vlts 303 1:27.475 1:19.073 138.35 68
26 91 J.Machado/R.Machado/J.Cardoso MR18 == 276 == 276 vlts 276 1:11.807 1:05.385 167.32 51
27 45 Schultz/Serdeira/Fonseca/Matuzalen/Carneiro Fiesta == 274 == 278 vlts 274 1:26.036 1:22.036 133.36 196
28 311 Paulo Fontes/Jose Fontes Celta == 247 == 305 vlts 247 1:40.005 1:23.368 131.23 23
29 302 Leovaldo Petry/Alessandro Safar Maverick == 181 == 371 vlts 181 1:20.544 1:16.219 143.53 93
30 72 S.Ventura/C.Ortolani/J.Park Spyder == 150 == 402 vlts 150 1:16.817 1:13.654 148.53 30
31 4 V.Roso/F.Roso/C.Ricci MR18 == 45 == 507 vlts 45 1:09.712 1:03.608 171.99 4

Melhor Volta: J.Moro/G.Martins/C.Rosito/V.Orige (28), 1:03.445 (média de 172.43 km/h), na 328ª volta
©Copyright 2000-2014 Cronomap Timing

 

Fórmula E: Buemi vence; Bruno Senna reage em Punta del Este

Piloto da Mahindra sai em último, chega em 6º e marca primeiros pontos; brasileiros completam pódio

PUNTA DEL ESTE (Uruguai) - O suíço Sébastien Buemi venceu a terceira etapa da Fórmula E, disputada neste sábado no circuito de rua de Punta del Este (Uruguai). Numa corrida conturbada, marcada por diversos acidentes, quatro entradas do carro de segurança e quatro líderes ao longo das 31 voltas, os brasileiros também brilharam. Nelsinho Piquet chegou em 2º e Lucas di Grassi completou o pódio, mas Bruno Senna também deixou uma ótima impressão. Punido após o treino classificatório, o piloto da Mahindra Racing saiu em último, fez uma excelente prova de recuperação, cruzou a linha de chegada em 6º e conquistou os primeiros pontos.

Bruno registrou o 8º tempo do qualifying e foi surpreendido pela decisão da direção de prova de desconsiderar suas voltas porque a equipe não concluiu os trabalhos no carro - os pneus ainda não haviam saído montados - dentro do período mínimo de cinco minutos antes da abertura dos boxes. "Esta é a única categoria que tem um regulamento desses", reclamou. "Quando se larga lá atrás, tudo fica mais difícil, porque os riscos de acidentes são permanentes", continuou.

E Bruno mesmo não escapou de um toque contra o muro quando o francês Stephane Sarrazin rodou e bateu à sua frente, num momento em que vários pilotos disputavam posição. "Tentei tirar o carro, mas não deu. Bati com a traseira esquerda e a suspensão quebrou", disse. Mesmo com o problema e o volante torto, levou o carro até o fim. "Foi uma pena porque era uma corrida para terminar no pódio. Mas, por outro lado, saindo de onde saí, não deixa de ser um bom resultado."

Foi a primeira vitória de Buemi, um dos 12 dos 20 pilotos da Fórmula E com passagem pela Fórmula 1. O mais recente deles, o francês Jean-Eric Verge, estreou neste sábado e impressionou com a pole position. Na largada, no entanto, foi superado por Piquet. Já perto do final, quando havia recuperado a ponta após a parada obrigatória para a troca de carros, o ex-piloto da Toro Rosso acertou a parede e abandonou. O alemão Nick Heidfeld também comandou a prova, mas foi outro punido com uma passagem pelos boxes por não respeitar o tempo mínimo para a troca do carro durante o pit stop.

A próxima etapa está marcada para 10 de janeiro em Buenos Aires. Neste domingo, porém, os carros e os pilotos voltarão ao traçado da Playa Brava para realizar um simulado completo com vistas à corrida da capital argentina.

O resultado do e-Grande Prêmio de Punta del Este:

1 - Sebastien Buemi - e.dams - 49m08.990
2 - Nelsinho Piquet - China a 0.732
3 - Lucas di Grassi - Abt a 2.635
4 - Jarno Trulli - Trulli a 4.163
5 - Jaime Alguersuari - Virgin a 4.698
6 - Bruno Senna - Mahindra a 5.197
7 - Nicolas Prost - e.dams a 6.514
8 - Jerome D'Ambrosio - Dragon a 7.567
9 - Oriol Servia - Dragon a 8.646
10 - Nick Heidfeld - Venturi a 10.563
11 - Antonio Garcia - China a 10.594
12 - Michela Cerruti - Trulli a 19.617
13 - Karun Chandhok - Mahindra a 54.175


Campeonato:

1 - Lucas di Grassi - 58
2 - Sebastien Buemi - 40
2 - Sam Bird - 40
4 - Nelsinho Piquet - 22
5 - Jerome D'Ambrosio - 22
6 - Nicolas Prost - 21
7 - Franck Montagny - 18
8 - Karun Chandhok - 18
9 - Oriol Servia - 17
10 - Jaime Alguersuari - 14
11 - Jarno Trulli - 12
12 - Charles Pic - 12
13 - Bruno Senna - 8
14 - Antonio Felix da Costa - 4
15 - Daniel Abt - 4
16 - Jean-Eric Vergne - 3
17 - Stephane Sarrazin - 2
18 - Takuma Sato - 2
19 - Nick Heidfeld - 1

Constantino Jr. conquista o bicampeonato na Porsche GT3 Cup

Daniel Schneider vence pela primeira vez na Cup e Edu Azevedo garante título da Sport com quatro pontos de vantagem sobre Franco Giaffone

Em uma prova muito movimentada em Interlagos, Constantino Jr. conseguiu neste sábado o bicampeonato na Porsche GT3 Cup, se igualando ao seu rival na disputa pelo título, Ricardo Rosset, também duas vezes campeão. Além deles, o rol dos bicampeões da categoria tem Ricardo Baptista e Miguel Paludo.

"Neste ano o que me trouxe o campeonato foi a regularidade. Não foram tantas vitórias, porque nos treinos e tomadas o Ricardo foi mais rápido. Mas eu tinha um bom setup para as corridas e consegui manter um nível médio de pontuação bem alto", afirmou Constantino.

Na segunda e decisiva corrida da etapa, Constantino e Rosset saíram lado ao lado no grid, sétimo e oitavo, respectivamente, mas para Ricardo o campeonato ficou muito mais difícil após uma rodada ainda na primeira volta do miolo de Interlagos.

"Hoje não sei exatamente o que aconteceu com ele, largamos do lado e ele encostou de leve na minha traseira. Eu quase saí. E ele acabou saindo da pista, creio, para evitar um contato mais forte no meu carro. Isso reflete bem o espírito da categoria, todo mundo é muito rápido, competitivo, a adrenalina está sempre a mil... Mas todos são muito corretos nos seus propósitos e isso faz toda a diferença", afirmou Constantino.

Para o campeão de 2011, nem a rodada de Rosset facilitou seu trabalho, já que suou e muito para escalar o pelotão e ser manter no terceiro lugar até o final.

Partindo de 11º, Daniel Schneider teve uma recuperação digna de um piloto com vasta experiência em Interlagos. O carro #77 foi o pioneiro a receber a bandeira quadriculada, primeira vitória dele na Cup e a quarta na Cup Sport em 2014.

"Acho que o que fez a diferença foi que eu tinha pneus de chuva mais gastos e a pista secou, então esse pneu mais gasto parece que eu tinha mais grip naquela condição que os que tinham colocado um jogo novo. Eu estava bem mais rápido e as coisas foram acontecendo. O safety car ajudou também porque me aproximou dos ponteiros", disse Schneider.

Mesmo com o carro rendendo bastante com a pista mais seca, Schneider parecia não acreditar que ainda fosse possível vencer. "Achei que não ia conseguir buscar o Beto, porque ele estava bem na frente e rápido. Então quando percebi que daria para disputar a ponta resolvi que hoje ou eu ganhava ou rodava e parti para o ataque. Fico muito feliz e ansioso para que o ano que vem comece logo para acelerarmos novamente", contou Schneider.

Destaque na prova 2 com o segundo lugar, Beto Posses teve este como seu melhor resultado na temporada 2014. Foi também sua primeira vitória na Cup Master no ano. "Foi impossível segurar no final. Meu pneu era usado e foi bem complicado. Era a última do ano e dei uma abusadinha nas freadas. Mas fico muito satisfeito com o resultado", afirmou Posses.

Completaram o pódio 2 na Cup em Interlagos: Clemente Lunardi e Marcel Visconde, quarto e quinto colocados, respectivamente.

Pela Cup Sport, mesmo com a vitória de Schneider, quem levantou o troféu de campeão foi Eduardo Azevedo, o pole position na prova 1. O dono do carro #88 faturou o título com meros quatro pontos de vantagem para Franco Giaffone e comemorou muito, mesmo sem ter completado a prova final por conta de uma batida. "Larguei na pole hoje, primeira pole do pessoal da Sport. Só tenho boas considerações a fazer, mesmo não tendo terminado hoje a segunda prova, quando tive minha única batida no ano. Mas o que valeu foi o título, a disputa foi dura com o Franco, o Gil, o Schneider. Todos nós evoluímos muito ao longo do ano e estou ansioso por 2015", disse Eduardo.

Azevedo também fez uma análise sobre momentos distintos que viveu nesta temporada. "O ano foi praticamente duas etapas. O primeiro semestre foi bem complicado, quando não terminei algumas provas, a maioria foi por culpa minha. No segundo semestre consegui entender um pouco mais o carro e os demais competidores, pois são pessoas muito mais rápidas do que estamos acostumados a andar. E o segundo semestre foi espetacular. Agora é só comemorar", festejou Edu.

Na primeira prova deste domingo, Ricardo Rosset conseguiu faturar sua sétima vitória em 2014, resultado que levou a decisão para a última prova do ano. Com uma direção impecável na pista molhada de Interlagos, o ex-piloto de F-1 subiu no lugar mais alto do pódio sem tomar grandes sustos. Constantino Jr. finalizou a prova 5.6 segundos atrás do vencedor e com o segundo lugar, não deixou Rosset diminuir em muitos pontos vantagem que acabou fazendo diferença na pontuação final do campeonato.

Atrás dos líderes da competição, Pedro Queirolo, Ricardo Baptista e Clemente Lunardi, o campeão da Cup Master, completaram o pódio da prova 1 na úmida Interlagos.

Prova 1 - Cup:
1) 1-Ricardo Rosset (GT3 Cup), (15 voltas) 28:10,629
2) 0-Constantino Junior (GT3 Cup), à 5,621
3) 13-Queirolo (GT3 Cup), à 16,240
4) 27-Ricardo Baptista (GT3 Cup), à 19,091
5) 7 - Clemente Lunardi (GT3 Cup M), à 22,438
6 )15 - Marcel Visconde (GT3 Cup), à 23,790
7) 34 - Maurizio Billi (GT3 Cup M), à 24,113
8) 52 - Beto Posses (GT3 Cup M), à 25,639
9) 3 - Franco Giaffone (GT3 Cup S) à 28,775
10) 81 - Gilberto Farah (GT3 Cup S) à 30,297
11) 77 - Schneider (GT3 Cup S) à 37,829
12) 88 - Edu Azevedo (GT3 Cup S )à 39,678
13) 18 - Carlos Ambrósio (GT3 Cup S) à, 40,193
14) 8 - Rodolfo Ometto (GT3 Cup S) , à 41,707
15) 4-Gui Affonso (GT3 Cup M), à 43,633
16) 9 -Guilherme Figueiroa (GT3 Cup M), à 44,170
17)71 -Rodrigo Hanashiro (GT3 Cup) , à 48,221 1
18) 20 -Carlos Silveira (GT3 Cup M) , à 51,207
19) 17 -Stallone (GT3 Cup M) , à 1:03,304
20) 36 -Charles Reed (GT3 Cup M), à 1:04,172
21) 40 -Alan Turres (GT3 Cup) , à 1:04,290
22) 63 -Sérgio Ribas (GT3 Cup M) , à 1:05,232

Prova 2 - Cup:
1) 77-Schneider (GT3 Cup S), (13 voltas) 26:43,098
2) 52-Beto Posses (GT3 Cup M), à 2,779
3) 0-Constantino Junior (GT3 Cup), à 6,238
4) 7-Clemente Lunardi (GT3 Cup M), à 8,053
5) 15- Marcel Visconde (GT3 Cup), à 8,537
6) 4- Gui Affonso (GT3 Cup M), à 8,656
7) 81- Gilberto Farah (GT3 Cup S), à 10,133
8) 1- Ricardo Rosset (GT3 Cup), à 10,184
9) 9- Guilherme Figueiroa (GT3 Cup M), à 11,760
10) 18- Carlos Ambrósio (GT3 Cup S), à 12,431
11) 20- Carlos Silveira (GT3 Cup M) , à 16,382
12) 40- Alan Turres (GT3 Cup S), à 19,124
13) 36- Charles Reed (GT3 Cup M), à 22,518
14) 13- Queirolo (GT3 Cup), à 22,665
15) 34- Maurizio Billi (GT3 Cup M), à 23,451
16) 17- Stallone (GT3 Cup M), à 24,484
17) 63- Sérgio Ribas (GT3 Cup M), à 25,221
18) 3- Franco Giaffone (GT3 Cup S), à 46,435
19) 27- Ricardo Baptista (GT3 Cup),- 4 voltas
20) 88- Edu Azevedo (GT3 Cup S), - 8 laps
21) 8- Rodolfo Ometto (GT3 Cup S), -10 voltas
22) 71- Rodrigo Hanashiro (GT3 Cup)

Classificação final - Porsche GT3 Cup:
1- 00 Constantino Jr. 226
2- 1 Ricardo Rosset 213
3- 7 Clemente Lunardi 174
4- 27 Ricardo Baptista 152
5- 13 Pedro Queirolo 137
6- 15 Marcel Visconde 136
7- 88 Eduardo Azevedo 116
8- 77 Daniel Schneider 101
9- 81 Gil Farah 100
10- 3 Franco Giaffone 100
11- 08 Rodolfo Ometto 75
12- 52 Roberto Posses 59
13- 34 Maurizio Billi 56
14- 4 Gui Affonso 54
15- 99 Tom Valle 49
16- 18 Carlos Ambrósio 46
17- 10 Adalberto Baptista 39
18- 63 Sérgio Ribas 24
19- 9 Guilherme Figueirôa 23
20- 36 Charles Reed 17
21- 71 Rodrigo Hanashiro 14
22- 70 Marcelo Franco 8
23- 20 Carlos Silveira 8
24- 17 Marcelo Stallone 7
25- 40 Alan Turres 4
26- 89 Daniel Paludo 0
27- 14 Patrick Dempsey 0

Cup Sport:
1- 88 Eduardo Azevedo 94
2- 3 Franco Giaffone 90
4- 77 Daniel Schneider 88
3- 81 Gil Farah 88
5- 8 Rodolfo Ometto 70
6- 18 Carlos Ambrósio 55
7- 10 Adalberto Baptista 41
8- 40 Alan Turres 5
9- 14 Patrick Dempsey (EUA) 3*
10- 89 Daniel Paludo 0

Cup Master:
1- 7 Clemente Lunardi 126
2- 34 Maurizio Billi 75
3- 52 Roberto Posses 72
4- 4 Gui Affonso 69
5- 99 Tom Valle 51
6- 9 Guilherme Figueirôa 50
7- 63 Sérgio Ribas 48
8- 17 Marcelo Stallone 45
9- 36 Charles Reed 29
10- 20 Carlos Silveira 29

Treino na sexta-feira define grid de largada para as 12 Horas de Tarumã

Promessa é de muita velocidade na tomada de tempos para a mais tradicional prova do automobilismo do Rio Grande do Sul

A cada ano que passa o treino de classificação para as 12 Horas de Tarumã ganha um ingrediente a mais na busca pelo menor tempo de volta. Com a evolução tecnológica dos protótipos, o desafio é chegar o mais próximo possível da marca de um minuto.

 No ano passado, Juliano Moro, com o protótipo MXR 28 fez o incrível tempo de volta de 57 segundos 870 milésimos, um recorde histórico no circuito de Tarumã. O mesmo piloto em 2012, havia registrado o tempo de pole position com 58 segundos 878 milésimos, marcando a velocidade média de 185 Km/h. Um ano antes, em 2011, o posto de honra no grid foi do protótipo nº5 da equipe MC Tubarão composto, na ocasião, por Tiel de Andrade, Bruno Justo e Eduardo Ventre. A volta mais rápida foi percorrida em 1min 1s e 678 milésimos.

 As 12 Horas de Tarumã inicia à meia noite de sábado (13/12) e vai até o meio dia de domingo (14/12). Os ingressos para o evento de velocidade custam R$ 25,00. Já as credenciais para visitar os boxes custam R$ 50,00. As vendas iniciam na sexta-feira (12/12), nas bilheterias do Autódromo.

Programação
 Treinos Classificatórios
 12/12 Sexta-Feira das 18:00h às 18h20min - Copa Classic
 12/12 Sexta-Feira das 18:30h às 20h20min - Endurance
 Será feito por grupos definidos pelos comissários.
 Treino Classificatório * Sujeito a alterações, após verificação da posição solar na semana da corrida
 Vistoria Técnica: no dia da realização das tomadas de tempos, será feita a partir dàs 17:00h nos box.

SÁBADO: 13/12
 COPA CLASSIC
 1ª Bateria
 Das 18:50h Largada
 2ª Bateria
 Das 20:30h Largada
 22:45 h - ABERTURA DE BOX (com passagem obrigatória por dentro dos boxes)
 23:20 h - FECHAMENTO DE BOX
 23:30 h - Posicionamento no Grid - Le Mans
 MEIA NOITE - LARGADA 12 HORAS TARUMÃ 2014

PlayPress Assessoria de Imprensa
 
  

12 Horas de Tarumã: Com piloto mais jovem do grid, Satti Racing busca o bi da prova de longa duraçao

Acostumada a revelar jovens talentos no Campeonato de Fórmula Júnior, a Satti Racing segue a sua sina e vai em busca do bicampeonato das 12 Horas de Tarumã, com largada à meia-noite do dia 13 para 14 de dezembro, contando com o reforço do piloto mais jovem do grid da prova.
 
Aliando-se ao experiente time que compete no MCR #96 2.0 da equipe, com Sid Toigo, Hardy Kohl Jr e Paulo Rotta, o paulista Marcelo Vianna, de apenas 16 anos, fará sua primeira experiência em provas de longa duração, deixando de participar das 500 Milhas de Londrina e priorizando as 12 Horas, devido às cartacterísticas da prova gaúcha.
 
Oriundo do kart, com passagem pela F1600 paulista e com alguma experiência em protótipo Spyder, o piloto realizou treino no Autódromo de Tarumã, há duas semanas, virou um bom tempo de volta e aprovou o desempenho do protótipo #96: "É um carro muito rápido, estável nas curvas e que proporciona uma pilotagem mais precisa. Mesmo em relação ao Spyder, que testamos bastante no mês passado, o MCR é mais forte de motor e mais preso ao chão. Como a pista é de alta velocidade, demorei um pouco para me acostumar com a velocidade nas curvas. No fim do treino, já estava adaptado e virei rápido", disse Vianna.
 
Já Hardy Kohl Jr., que acumula mais experiência em automobilismo e horas de pilotagem no MCR da Satti Racing, ressalta a expectativa pela bicampeonato, e o fato da mistura de juventude e experiência numa mesma equipe:
 
"12 Horas sempre é uma corrida diferente uma vitoria nas 12h sempre fica na história. Depois de um ano dificil estamos confiantes em conquistar novamente as 12h na categoria III, e numa equipe que mescla experiencia com juventude." - disse o santacruzense Kohl, que é pai do garoto Lucas Kohl, também de 16 anos, atual campeão da Fórmula Júnior gaúcha.
 
A equipe busca repetir o feito de 2013, quando venceu na classe III (protótipos aspirados até 2100cc 8v) com o MCR #96, levando o "troféu fita azul" para casa. A equipe tem o patrocínio de Satti Soldas, Kohltrade e Pro Tune.
 
Texto/fotos: Niltão Amaral/Divulgação

Porsche GT3 Cup Challenge define seus campeões em Interlagos neste sábado

Constantino Jr. e Ricardo Rosset duelam pela coroa da Cup, enquanto título da Challenge está entre Fábio Alves e Kreis Jr.; na Cup Sport Eduardo Azevedo lidera por 10 pontos mas cinco pilotos têm chance de título

A Porsche GT3 Cup Challenge realiza neste sábado sua última etapa da temporada, em Interlagos, para definir três campeões. Estão em jogo os títulos da Cup e de sua classe de entrada, a Cup Sport, além da coroa da Challenge. Ao todo, nove pilotos entram na última etapa do ano com possibilidade de serem campeões.

Na classe Cup, a coroa de 2014 está entre Constantino Jr. e Ricardo Rosset, vencedores de 11 das 12 provas realizadas na temporada. Campeão da categoria em 2011, o piloto do carro #00 chega à etapa final com 12 pontos de vantagem sobre o atual campeão. Estão em jogo 42 pontos em Interlagos.

"O Rosset disputou três temporadas na Fórmula 1, competindo nas mais diversas pistas do mundo e adquirindo grande experiência no automobilismo. É um privilégio disputar esse título com ele, estou honrado por chegar nesta condição à corrida final", diz Constantino, maior vencedor da história da Porsche GT3 Cup com 36 vitórias (cinco delas nesta temporada).

Em 2014, ele estreou com duas vitórias no Estoril e a seguir viu o bicampeão enfileirar quatro triunfos para assumir a liderança. Rosset sustentou a ponta até a preliminar do GP Brasil de F1, quando Constantino reassumiu a dianteira.

O competidor do carro #1 sabe que não depende apenas de seus esforços para tornar-se o primeiro tricampeão da história de 10 anos da Porsche GT3 Cup. "Preciso contar um pouco com a sorte, porque ele tem uma margem razoável de pontos e é sempre muito constante em Interlagos. Mas já tive a experiência de ver o campeonato escapar quando meu carro falhou na segunda corrida do Velo Città e mesmo assim consegui ganhar com o carro emprestado do Charles Reed. Então continuo acreditando no título", sustenta Rosset.

Na Cup Sport, o cenário está mais embaralhado. Depois de assumir a liderança na preliminar da Fórmula 1, Eduardo Azevedo abriu vantagem na ponta na rodada dupla realizada dentro do evento das 6 Horas de São Paulo. O carro #88 tem 10 pontos de margem sobre Franco Giaffone. Na classe de entrada estão em disputa até 22 pontos no sábado.

O terceiro colocado é Gil Farah, único piloto além de Constantino e Rosset a vencer em 2014. Com seu triunfo em Curitiba, o competidor do carro #81 foi o primeiro (e único) representante da Cup Sport a vencer também no geral. A seguir vêm Daniel Schneider e Rodolfo Ometto.

Todos os cinco postulantes ao título da Cup Sport em 2014 competiram na Porsche GT3 Challenge em 2013.

Em 2014 porém, a Challenge viu um duelo entre o estreante catarinense Kreis Jr. e o carioca Fábio Alves, que faz neste ano sua primeira temporada completa na categoria.

Depois de arrebatar as duas vitórias na segunda passagem da Porsche GT3 Challenge por Curitiba, o piloto do carro #63 adotou a tática da "corrida do campeonato". Ele evitou desgastar seu equipamento disputando com pilotos convidados como Dú Rocha e Pedro Piquet, focando seu trabalho em controlar a diferença para o adversário direto pelo título, no caso, Kreis Jr.. Com isso, conseguiu chegar à etapa decisiva com vantagem de 14 pontos sobre o catarinense: "Vou continuar pilotando com a cabeça. Mesmo o Kreis ganhando as duas, serei campeão com dois quartos lugares", observou o piloto que estreia um novo layout em Interlagos.

Com o título da Challenge Sport assegurado por antecipação, o catarinense do carro #71 promete ir para o tudo ou nada. "Tenho que ganhar as duas corridas e contar com os outros pilotos também para tirar pontos do Fábio. Ele é muito consistente e sabe cuidar do equipamento", comentou Kreis.

Ele aproveitou o intervalo da categoria entre a preliminar da F1 e a corrida deste final de semana, para disputar prova de endurance em Miami. Competindo com uma Ginetta num grid de 84 carros, o trio formado por Kreis Jr., João Gonçalves e Luis Arruda subiu ao pódio em terceiro lugar na Miami 500, prova de quatro horas de duração disputada em Homestead. "O primeiro foi o Bruno Junqueira e o vice-campeão foi o Tarso Marques. Chegar em terceiro atrás de dois pilotos de Fórmula 1 foi animador e certamente me deixou mais empolgado para lutar pelo título da Challenge."

Além da classe de entrada da Challenge, já definida em favor de Kreis Jr, outra divisão que chega a Interlagos com o título resolvido é a Cup Master, para pilotos acima dos 50 anos de idade. Terceiro colocado na classificação geral, Clemente Lunardi amealhou praticamente o dobro dos pontos do segundo colocado na disputa por faixa etária, Maurizio Billi (111 pontos contra 63). A seguir, vêm embolados Gui Affonso (56), Roberto Posses (54), Tom Valle (51) e Sergio Ribas (48).

A programação da etapa final determina treinos livres da Cup e da Challenge e a tomada de tempo da primeira nesta sexta-feira. No sábado, acontecem a tomada da Challenge e as duas corridas de cada categoria, todas com 25 minutos mais uma volta de duração.

O portal Terra exibe as corridas ao vivo no sábado, enquanto o livetime da categoria cobre todas as atividades de pista desde sexta.


Classificação - Cup - Após 8 etapas
1- 00 Constantino Jr. 205
2- 1 Ricardo Rosset 193
3- 7 Clemente Lunardi 149
4- 27 Ricardo Baptista 136
5- 13 Pedro Queirolo 119
6- 15 Marcel Visconde 118
7- 88 Eduardo Azevedo 111
8- 3 Franco Giaffone 92
9- 81 Gil Farah 84
10- 77 Daniel Schneider 75
11- 08 Rodolfo Ometto 72
12- 99 Tom Valle 49
13- 34 Maurizio Billi 45
14- 4 Gui Affonso 42
15- 10 Adalberto Baptista 39
16- 18 Carlos Ambrósio 36
17- 52 Roberto Posses 32
18- 63 Sérgio Ribas 24
19- 9 Guilherme Figueirôa 16
20- 71 Rodrigo Hanashiro 14
21- 36 Charles Reed 14
22- 70 Marcelo Franco 8
23- 17 Marcelo Stallone 7
24- 20 Carlos Silveira 3
25- 89 Daniel Paludo 0
26- 14 Patrick Dempsey 0

Classificação - Cup Sport
1- 88 Eduardo Azevedo 87
2- 3 Franco Giaffone 77
3- 81 Gil Farah 74
4- 77 Daniel Schneider 70
5- 8 Rodolfo Ometto 65
6- 18 Carlos Ambrósio 43
7- 10 Adalberto Baptista 41
8- 14 Patrick Dempsey 3
9- 89 Daniel Paludo 0

Classificação - Cup Master
1- 7 Clemente Lunardi 111
2- 34 Maurizio Billi 63
3- 4 Gui Affonso 56
4- 52 Roberto Posses 54
5- 99 Tom Valle 51
6- 63 Sérgio Ribas 48
7- 17 Marcelo Stallone 41
8- 9 Guilherme Figueirôa 41
9- 36 Charles Reed 23
10- 20 Carlos Silveira 20

Porsche GT3 Challenge - classificação:
1 Fabio Alves 196
2 Kreis Jr. 182
3 Otávio Mesquita 141
4 Ronaldo Kastropil 130
5 Guto Oni 88
6 Rodrigo Mello 81
7 Tom Filho 73
8 Edu Guedes 69
9 Alex Silva 61
10 Henrique Assunção 58
11 Rodolfo Toni 58
12 Elias Azevedo 50
13 Caê Coelho 46
14 Dú Rocha 44
15 Marcello Sant'Anna 42
16 Marcelo Franco 40
17 Christian Germano 38
18 Marcello Sarcinella 36
19 Jorge Gomez 32
20 Alexandre Fantozzi 29
21 Marcio Basso 27
22 Renato Benedetto 26
23 Rodrigo Souza 25
24 Pedro Piquet 20
25 Kiko Leão (POR) 17
26 André Marques 12
27 Ramon Alcaraz 10
28 Paulo Costa (POR) 9
29 Ricardo Kastropil 9
30 Neto Bolzan 6
31 Paulo Pomelli 6
32 Mayara Bianchi 4

Pesquisar