Ricardo Baptista triunfa em Interlagos

Ricardo Baptista triunfa em Interlagos e os quatro bicampeões vão para a última etapa da Porsche GT3 Cup atrás do tri inédito

Na Challenge, campeão JP Mauro vence após ultrapassagem na largada enquanto Cristiano Piquet assegura o vice


A jornada da Porsche GT3 Cup Challenge na preliminar do GP Brasil de F1 comprovou por que esta é a etapa mais aguardada do calendário. Com duas provas muito movimentadas, a rodada empurrou para a finalíssima do campeonato a decisão do título na classe Cup, com os quatro bicampeões ainda vivos na luta pelo tri inédito. Já a corrida da Challenge reafirmou o domínio do campeão JP Mauro (mesmo com meia prova sem a segunda marcha) e selou o vice-campeonato em favor de Cristiano Piquet.

Os grandes pontuadores da etapa foram Lico Kaesemodel, Miguel Paludo e Ricardo Baptista. Os três anotaram 34 tentos, resultados que foram decisivos para o paranaense assumir a quinta posição na tabela e para os dois bicampeões seguirem na disputa pelo título contra Constantino Jr e Ricardo Rosset na classe Cup.

Com a vitória no sábado, o bicampeão do Porsche #11 desbancou o adversário do Porsche #0 pelo topo da tabela. Já aplicados os dois descartes previstos no regulamento, Rosset tem agora 233 pontos contra 232 do atual campeão Constantino Jr.. Miguel Paludo foi a 224 e, turbinado pelos 20 pontos da vitória na corrida 2 (sua terceira em 2015), Ricardo Baptista agora tem 192.

Na Cup Sport, Daniel Schneider chegou a Interlagos com a chance matemática de liquidar a fatura, mas Rodolfo Ometto lutou muito e conseguiu adiar a decisão da classe de entrada também para a semana que vem. Com a vitória na divisão no domingo e o quinto lugar na véspera, o competidor do Porsche #8 descontou nada menos que 14 pontos da margem do piloto do Porsche #77. Com 22 pontos em jogo na jornada decisiva, Schneider lidera por sete pontos sobre Ometto e por 21 sobre Gil Farah, o terceiro que ainda conserva chance de conquistar a Cup Sport.

Já na Cup Master Maurizio Billi foi impecável. Depois de garantir a conquista do campeonato para pilotos acima de 50 anos de idade no sábado, largou na pole no geral no domingo e subiu no pódio geral em quarto lugar, resultado que rendeu de quebra mais uma vitória na Master.

O desfecho da temporada 2015 acontece no próximo sábado, na mesma pista de Interlagos.

 

As corridas

Cup

A prova começou com grande largada de Ricardo Baptista, saltando de quarto no grid para segundo, atrás do pole Maurizio Billi.

Ao término da primeira volta, os cinco primeiros eram: Billi, Baptista, Gil Farah, Lico Kaesemodel e Tom Valle. A seguir, em dura briga, vinham Paludo, Rosset e Pedro Piquet.

Na abertura da volta 3, Franco Giaffone escapou no fim da reta, provocando bandeira amarela em parte do traçado.

No giro seguinte Baptista e Lico passaram Gil e partiram para o ataque sobre Billi. Passaram o Porsche #34 na descida do Lago.

Enquanto isso, no pelotão seguinte, Rosset superava Paludo e Piquet escapou na entrada do S do Senna. Mas o vencedor da véspera acabou rodando a seguir, caindo para 19º e partiu para uma prova de recuperação assim como o jovem bicampeão da F3 Brasil.

Após dez minutos de prova, Ricardo Baptista e Lico duelavam intensamente pela liderança, mas não permitiam a aproximação dos demais. Paludo vinha em terceiro com a ultrapassagem sobre Billi, seguido por Gil Farah e Tom Valle.

Na abertura da volta 11, Pedro Queirolo, que fazia grande corrida depois de largar do fim do grid e já era sétimo, atacou Gil Farah por dentro na freada do fim da reta e tocou o Porsche #81. Constantino Jr agradeceu e acabou promovido ao top10, conquistando o nono lugar com as duas posições herdadas.

O campeão de 2014 se animou e chegou a passar de uma só vez Carlos Ambrósio e Daniel Schneider por fora na primeira perna do S do Senna. Mas na segunda perna houve contato entre os Porsche #0 e #77, em manobra na qual Ambrósio também foi tocado e saiu com a asa traseira danificada.

A penúltima volta ainda reservou uma “dança” entre os carros de Eduardo Azevedo e Pedro Piquet pela décima posição. Os dois fizeram a volta praticamente inteira lado a lado, mas o Porsche #88 prevaleceu.

Na bandeirada os cinco primeiros eram Baptista, Lico, Paludo, Billi e Tom Valle.

Vencedor e campeão na classe para pilotos com mais de 50 anos de idade na véspera, Billi ganhou novamente a prova pela Cup Master. Em sexto no geral, Rodolfo Ometto conquistou a vitória pela Cup Sport.

 

Challenge

Na largada os pilotos da primeira fila JP Mauro e Fabio Alves dividem a curva e batem porta. Mas o campeão de 2014 respeita o espaço do campeão de 2015 e, no miolo, JP passa o pole.

Logo atrás, Cristiano Piquet toca Rodrigo Mello, que roda e volta em último –após a bandeirada, os comissários puniram o Porsche #8 em 20s pelo incidente.

JP , Fábio Alves, Paulo Tavares, Flávio Sampaio e Manuel Mallo eram os cinco primeiros ao término da primeira volta.

Na segunda volta Mallo e Paulo Tavares rodaram em incidentes separados. O estreante argentino é forçado a abandonar, enquanto o estreante brasileiro volta para a pista e parte para uma prova de recuperação. 

Cristiano Piquet e Marcio Mauro agradeceram, promovidos respectivamente a terceiro e quarto.

Com 10 minutos de prova, JP Mauro e Fábio Alves já estavam separados por 2s5 e com mais de 5s sobre o pelotão de Piquet, Marcio Mauro e Flávio Sampaio.

Se o sobrinho disparava na frente, o tio não queria deixar por menos. Atacou Cristiano na reta e exigiu boa manobra defensiva do Porsche #8 para evitar a ultrapassagem no S do Senna na volta 8.

Na volta seguinte Daniel Corrêa tracionou melhor na saída da Junção e passou Flávio Sampaio pelo quinto lugar. Mas o competidor do Porsche #65 deu o troco na freada do S do Senna, mergulhando por dentro no espaço deixado pelo maranhense.

A cinco minutos do fim novamente os holofotes ficaram com Cristiano Piquet e Marcio Mauro. A briga pelo terceiro lugar permitiu a aproximação de Flávio Sampaio e Tom Filho –que havia passado Daniel Corrêa na volta 11.

Na abertura do giro 13, a diferença entre os líderes era de menos de um segundo, mas Fábio Alves ainda não vinha perto o suficiente para atacar JP Mauro.

Já seu tio sofria assédio de Flávio Sampaio, que acabou passando no S do Senna, e depois de Tom Filho. Na volta seguinte foi a vez de Daniel Corrêa tentar no mesmo trecho, mas acabou tocando Marcio Mauro, que rodou. Tom Filho acabou prejudicado no lance, pois teve que ficar por fora e tirar o pé para evitar o acidente –isso permitiu a Paulo Tavares ganhar três posições de uma só vez.

O campeão da Challenge Sport ainda se recuperou na penúltima volta e passou Tom para receber a bandeirada em sexto no geral e primeiro na classe de entrada. Mas Daniel Corrêa também foi punido em 20s, pelo contato com Marcio Mauro, de modo que a vitória na classe de entrada e o quinto lugar no geral acabaram com o competidor do Porsche #19.

Paulo Tavares passou Flavio Sampaio no fim da reta dos boxes e protagonizou a última mudança no top5 em Interlagos, que viu a ordem na bandeirada assim: JP Mauro, Fábio Alves, Cristiano Piquet, Paulo Tavares e Flávio Sampaio.

Com as punições a Piquet e Corrêa, o resultado final ficou: JP, Fábio, Paulo Tavares, Flávio Sampaio e Tom Filho.

 

Declarações dos pilotos

Foi uma prova muito disputada, com batalhas na corrida inteira. Fiz uma largada boa e subi para segunda posição. Depois dividi espaço com o Billi e acabei tendo que colocar um pouco na grama, caindo pra quarto de novo. Depois consegui vir ultrapassando e chegar à primeira posição. Então o Lico veio muito forte, colocando uma pressão muito grande, especialmente nas retas pois ele tinha menos asa que eu. Mas daí consegui segurar bem e, da metade para o final da corrida, consegui abrir um pouco porque meu carro acho que tinha pneus melhores

Ricardo Baptista, vencedor da Porsche GT3 Cup e quarto no campeonato

 

Foi um fim de semana muito bom para a gente, depois da etapa complicada em Curitiba. É difícil quando o piloto não termina a prova e a distância que brigou o ano inteiro salta de 17, 20 pontos para 37 do primeiro, faltando dois eventos. Então vim para Interlagos com a cabeça programada para resetar tudo e começar de novo, porque foi assim que ganhei em 2008, na última curva da última etapa. E deu certo. Tanto Rosset quanto Constantino tiveram azar e consegui dois terceiros, o que ajudou muito na pontuação. Mas acima de tudo as duas provas foram incríveis, muito disputadas e em nenhum tempo tivemos descanso. É fantástico fazer parte desse evento dentro da F1

Miguel Paludo, maior pontuador da etapa e terceiro no campeonato da Cup

 

Esse ponto que abri hoje acho que nem conta muito por causa dos descartes, mas acho que eu Júnior e Paludo vamos chegar mesmo disputando o campeonato na última corrida. Espero que a próxima corrida não tenha tanta pancadaria como sofri nessa, meu carro ficou todo amassado... mas enfim, os três estão fazendo um campeonato ótimo, estamos grudados e o desfecho será na última

Ricardo Rosset, líder do campeonato da Cup

 

Fim de semana começou até bem, virei muito rápido na sexta, e depois as circunstâncias de corrida que vinham me favorecendo durante o campeonato acabaram virando. Rosset e Paludo tiveram problemas em corridas anteriores por toque ou outros motivos e eu vinha pontuando em todas. Aí neste fim de semana foi minha vez de “devolver” os pontos. Mas o campeonato está aberto e o final será enorme. Hoje eu errei na saída do S do Senna quando toquei com o Schneider. Entrei com muita velocidade e o assoalho do meu carro tocou na zebra, que está mais alta neste ano

Constantino Jr, vice-líder da Cup

 

Hoje o mais importante foi o pódio na geral. Fazia algum tempo que não andava por lá e foi muito emocionante. A corrida foi muito disputada e o carro andou perfeitamente. Fiquei muito contente com o resultado

Maurizio Billi, quarto no geral, vencedor e campeão da Cup Master

 

A corrida deu muito trabalho e não teve um segundo de descanso. Todos num ritmo muito consistente e brigas o tempo todo. Tiveram alguns acidentes e contratempos. Meu objetivo era manter a cabeça no lugar e pontuar, o que deu certo. O campeonato embolou de novo e estou muito contente por ter vencido na preliminar da F1, porque é muito emocionante subir neste pódio em Interlagos

Rodolfo Ometto, vencedor na Cup Sport e vice-líder na classe de entrada

 

Na largada eu consegui tomar uma trajetória boa a partir da saída do S. Acabei tocando com o Fábio mas consegui acompanhar até o fim da reta e emparelhei. Ele me deixou espaço, que consegui aproveitar para assumir a primeira posição no Laranja. A corrida foi excelente, eu vinha muito rápido e abrindo até o 16º minuto. Então encavalaram as marchas e não entrava a segunda. Do meio para o fim da corrida andei sem a segunda marcha... Então é uma honra vencer aqui no templo e, mais ainda, como o mestre, sem a segunda marcha

JP Mauro, vencedor da prova e campeão da classe Challenge

 

O fim da temporada foi com chave de ouro. Fiquei triste em Curitiba por mim e pelo Rodrigo na disputa do título da Challenge Sport. Somos muito amigos e não era o que a gente esperava. Vim o campeonato todo em primeiro e controlei mal os nervos na decisão. Errei e agora é ótimo ter reagido aqui. Hoje foi festa, vim descompromissado e tranquilo. Gosto muito de correr em Interlagos e ganhar na preliminar da F1 é especial. Essa prova vou dedicar para minha mulher, que tá grávida, e para o Enzo, meu filho, que hoje cedo me falou pra acelerar tudo. E veio.

Tom Filho, vencedor da prova na classe Challenge Sport

 

Resultados

Cup

1. Ricardo Baptista, 17 voltas em 28min30s420

2. Lico Kaesemodel, a 1s068

3. Miguel Paludo, a 2s366

4. Maurizio Billi, a 7s279

5. Tom Valle, a 8s112

6. Rodolfo Ometto, a 15s057

7. Sylvio de Barros, a 18s275

8. Carlos Ambrósio, a 19s095

9. Eduardo Azevedo, a 24s949

10. Marcel Visconde, a 25s206

11. Pedro Piquet, a 25s255

12. Sérgio Ribas, a 26s811

13. Márcio Basso, a 27s041

14. Daniel Schneider, a 27s207

15. Ricardo Rosset, a 27s819

16. Carlos Silveira, a 32s242

17. Marcelo Stallone, a 38s242

18. Guilherme Figueirôa, a 42s403

19. Constantino Jr., a 48s307*

20. Gil Farah, a 3 voltas

21. Pedro Queirolo, a 7 voltas**

22. Franco Giaffone, a 15 voltas

 

Melho Volta:

Daniel Schneider - 1min38s979

* punido em 20 segundos por atitude antidesportiva

** punido em 5 posições no grid da próxima corrida

 

Challenge

1. JP Mauro, 16 voltas em 27min53s654

2. Fabio Alves, a 0s694

3. Paulo Tavares, a 12s685

4. Flávio Sampaio, a 14s477

5. Tom Filho, a 17s145

6. Gonzalo Huerta, a 17s659

7. Marcio Mauro, a 18s297

8. Ramon Alcaraz, a 23s697

9. Cristiano Piquet, a 30s239*

10. The Tonny, a 33s208

11. Marcello Sarcinella, a 33s571

12. Rodrigo Mello, a 34s743

13. Daniel Corrêa, a 36s062*

14. Beto Leite, a 47s320

15. Marcello Sant'Anna, a 1min04s133

16. Sun Moodley, a 1min18s506

17. Paulo Pomelli, a 1 volta*

18. Manuel Mallo, a 14 voltas

 

Melhor Volta:

JP Mauro - 1min43s233

* punidos em 20 segundos por atitude antidesportiva

 

Classificações

Cup

1. Ricardo Rosset, 234 pontos

2. Constantino Jr., 232

3. Miguel Paludo, 229

4. Ricardo Baptista, 192

5. Lico Kaesemodel, 164

6. Daniel Schneider, 148

7. Pedro Queirolo, 126

8. Rodolfo Ometto, 124

9. Marcel Visconde, 116

10. Gil Farah, 97

11. Pedro Piquet, 96

12. Sylvio de Barros, 93

13. Maurizio Billi, 88

14. Eduardo Azevedo, 82

15. Carlos Ambrósio, 75

16. Franco Giaffone, 68

17. Tom Valle, 31

    Sérgio Ribas, 31

19. Márcio Basso, 23

20. Marcelo Stallone, 22

21. Gui Affonso, 18

22. Guilherme Figueirôa, 17

23. Adalberto Baptista, 9

24. Roberto Posses, 7

25. Jorge Gomez, 3

    Carlos Silveira, 3

27. Fabián Taraborelli, 1

 

Cup Sport

1. Daniel Schneider, 112 pontos

2. Rodolfo Ometto, 105

3. Gil Farah, 91

4. Marcel Visconde, 88

5. Sylvio de Barros, 87

6. Eduardo Azevedo, 73

7. Carlos Ambrósio, 69

8. Franco Giaffone, 53

9. Márcio Basso, 41

10. Adalberto Baptista, 25

 

Cup Master

1. Maurizio Billi, 150 pontos

2. Sérgio Ribas, 114

3. Guilherme Figueirôa, 96

4. Marcelo Stallone, 87

5. Gui Affonso, 53

6. Tom Valle, 32

7. Carlos Silveira, 31

8. Roberto Posses, 24

9. Jorge Gomez, 12

 

Challenge – Classificação Final (com descartes):

1. JP Mauro, 217 pontos

2. Cristiano Piquet, 181

3. Elias Azevedo, 177

4. Fabio Alves, 174

5. Daniel Corrêa, 129

6. Gonzalo Huerta, 112

   Tom Filho, 112

8. Márcio Mauro, 104

9. Ramon Alcaraz, 94

10. Rodrigo Mello, 87

11. Marcello Sarcinella, 59

12. Daniel Paludo, 55

13. Ronaldo Kastropil, 46

14. Eduardo Ramos, 44

15. The Tonny, 37

16. Vitor Scheid, 34

    Paulo Pomelli, 34

18. Fernando Fortes, 30

19. Marcelo Franco, 22

20. Esteban Gini, 20

21. Paulo Tavares, 16

    José França, 16

23. Paulo Totaro, 15

24. Kreis Jr., 14

    Flávio Sampaio, 14

26. Sun Moodley, 13

27. Alencar Jr., 11

28. Geraldo Piquet, 10

    Beto Leite, 10

30. Fabio Benedetti, 6

31. Renato Braga, 8

32. Renato Benedetto, 6

33. Marcello Sant'Anna, 1

34. Manuel Mallo, 0

 Luis Ferrari

Pesquisar