Cimed Racing coloca três pilotos no Q2 e Marcos Gomes na terceira fila da Stock Car em Goiânia

 

Campeão de 2015 e vencedor em Goiânia na temporada passada, Marcos Gomes larga na sexta posição neste domingo; rodada dupla irá marcar a estreia do quarteto inédito na Stock Car com Gomes, Felipe Fraga, Cacá Bueno e Denis Navarro

 

O grid para a primeira etapa da Stock Car em 2017 foi definido neste sábado em Goiânia e a Cimed Racing, atual bicampeã da categoria, colocou três dos seus quatro pilotos no Q2. Na parte final do classificatório, Marcos Gomes ficou na sexta posição do grid e vai fechar a terceira fila em Goiás neste domingo. O piloto de Ribeirão Preto tem bom retrospecto na pista e venceu a etapa de Goiânia em maio do ano passado.

Campeão de 2016, Felipe Fraga vai largar na 10ª posição após ter ficado apenas 0s119 da sexta posição, que o levaria para o Q3. Mesmo assim, o tocantinense acredita que pode fazer uma boa rodada dupla neste domingo, principalmente pelo seus bons resultados em Goiânia: venceu em 2014 no ano em que estreou na Stock Car e foi duas ao pódio em 2016 com dois segundos lugares.

Cacá Bueno, que faz sua estreia na Cimed Racing neste final de semana, vai largar na oitava fila do grid. O pentacampeão da categoria vem trabalhando incessantemente com os mecânicos para uma tentativa de melhorar o ritmo do carro para as corridas deste domingo.

Representante da primeira formação da Cimed Racing em 2013, Denis Navarro está retornando à equipe na temporada 2017 e o piloto paulista irá largar da nona fila neste domingo. O piloto do carro número 5 ficou apenas três posições de poder disputar o Q2 e também espera uma prova de recuperação amanhã.

A largada para a primeira corrida em Goiânia acontece às 13h neste domingo. A segunda corrida será logo na sequência, com a inversão do grid entre os 10 primeiros colocados da prova 1. As corridas terão transmissão ao vivo do Sportv.

Confira as declarações dos pilotos da Cimed Racing após o treino classificatório:

Marcos Gomes, 6º colocado - "Eu gostei desse novo formato de classificação, uma pena foi o erro na primeira curva ali na única tentativa do Q3, o que impossibilitou de brigarmos pela primeira fila. Foi bom para vermos que ali não dá para arriscar tanto. Eu acredito que seja possível lutar pelo pódio amanhã e o carro é bastante competitivo para isso, principalmente porque a Cimed Racing sempre teve um ótimo ritmo de corrida".

Felipe Fraga, 10º colocado - "A diferença para estar entre os seis primeiros do grid foi muito pequena, aproximadamente um décimo, mas ainda temos que trabalhar bastante para lutarmos pela pole em uma próxima etapa, já que o Daniel (Serra) está muito rápido. Vamos estudar os dados do classificatório e com certeza vamos vir forte nas duas provas amanhã".

Cacá Bueno, 15º colocado - "Eu tive problemas com o pneu zero (novo) durante todo o final de semana. O carro é extremamente competitivo com pneu usado, mas com o pneu novo o tempo não está vindo. Eu sei que teve uma vez em que o pneu zero foi mais lento que um pneu de 30 voltas. Nós tentamos um setup diferente com o carro para classificatório e tínhamos que tentar, mas acabou não dando certo. Acredito que nosso carro é muito promissor para a corrida e vamos lutar para ficar no pelotão da frente durante as duas provas".

Dennis Navarro, 18 colocado - "Faltou um pouco para estarmos entre os 15 pilotos que foram para o Q2 e acredito que a nossa dificuldade foi encontrar um melhor acerto para quando colocamos o pneu novo. O carro continuava com um tempo de volta bastante parecido com o pneu usado, mas agora vamos trabalhar para fazermos duas boas corridas e pontuar bastante no campeonato".

Para mais imagens da Cimed Racing, acesse: http://bit.ly/2oiRiRK

Grid de largada:
Q3
1-) 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) - 1:24.332
2-) 65 Max Wilson (RCM Motorsport) - 1:24.754
3-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) - 1:24.774
4-) 28 Galid Osman (Ipiranga Racing) - 1:24.877
5-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) - 1:25.244
6-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) - 1:26.331
Q2
7-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) - 1:24.796
8-) 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - 1:24.815
9-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) - 1:24.816
10-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) - 1:24.906
11-) 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) - 1:24.949
12-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - 1:25.005
13-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - 1:25.025
14-) 18 Allam Khodair (Full Times Sports) - 1:25.056
15-) 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) - 1:25.296
Q1
16-) 25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) - 1:25.172
17-) 12 Lucas Foresti (Full Time Academy) - 1:25.204
18-) 5 Denis Navarro (Cimed Racing) - 1:25.228
19-) 44 Betinho Valério (Full Time Bassani) - 1:25.242
20-) 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) - 1:25.310
21-) 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) - 1:25.330
22-) 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) - 1:25.330
23-) 73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) - 1:25.342
24-) 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) - 1:25.433
25-) 117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) - 1:25.446
26-) 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - 1:25.514
27-) 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) - 1:25.550
28-) 3 Bia Figueiredo (Full Time Academy) - 1:25.629
29-) 9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) - 1:25.898
30-) 31 Marcio Campos (Blau Motorsport) - 1:26.322

Daniel Serra é pole em Goiânia

Piloto da Eurofarma RC dominou todas as etapas do classificatório e vai largar na frente no circuito goiano

 

 

Daniel Serra vem despontando como o grande nome da etapa de abertura da temporada 2017 da Stock Car, em Goiânia. Depois de liderar todos os treinos que antecederam o classificatório, o piloto da Eurofarma RC foi o mais rápido em todas as partes da sessão que definiu o grid, na tarde deste sábado (1o/04), e vai largar na pole position no circuito goiano. Max Wilson, da RCM Motorsport, fez o segundo tempo e dividirá a primeira fila com Serra.

"Estamos fazendo um excelente trabalho, mas classificação não marca pontos e a corrida vai ser mais difícil do que todo mundo espera, porque aqui o desgaste do pneu não é muito alto, mas o asfalto é muito quente. Temos que pensar na degradação dos pneus e em uma melhor estratégia para somar o maior número de pontos nas duas baterias", destaca o pole.

A divisão do treino classificatório em três partes e a duração de 40 minutos nas duas baterias, com janela para abastecimento em ambas, agradaram Daniel Serra. "As mudanças no regulamento deixarão o campeonato mais emocionante e esse formato de classificação é muito mais legal para o público, a corrida também vai ficar mais interessante. As mudanças foram positivas".

O chefe da Eurofarma RC e da RCM Motorsport, de Max Wilson, destacou a experiência e o conhecimento de Daniel Serra nesse início de parceria com o piloto. "A gente trabalha para colher bons resultados. O Daniel é um piloto rápido e que sabe dar boas informações. O calor nesta pista vai ser um ponto muito crítico, temos que trabalhar pensando no desgaste dos pneus e o carro precisa ser bastante constante para suportar", explicou Rosinei Campos, o Meinha.

Já Thiago Camilo, que vai largar em terceiro, comentou sobre o novo formato dos treinos. "É a nossa primeira corrida na equipe, o formato de classificação mudou completamente, e conseguimos dois carros extremamente competitivos. Fiquei um pouco decepcionado dentro do carro porque achei que poderia conquistar a segunda posição, mas estou muito satisfeito com o trabalho e com a forma com que a equipe nos acolheu", comentou Thiago Camilo

Q1
Na primeira parte do treino classificatório os pilotos foram divididos em dois grupos para definir os 15 que participariam da segunda parte. Daniel Serra manteve o bom desempenho e fez o melhor tempo. Thiago Camilo, Marcos Gomes, Max Wilson, Julio Campos, Átila Abreu, Vitor Genz, Antonio Pizzonia, Felipe Fraga, Galid Osman, Ricardo Zonta, Ricardo Maurício, Rubens Barrichello, Vitor Genz, Allam Khodair e Cacá Bueno fecharam os 15 melhores.

Q2
O piloto da Eurofarma RC também liderou a segunda parte do classificatório e avançou entre os seis "finalistas" que disputam a pole com a volta mais rápida. Max Wilson, Átila Abreu, Thiago Camilo, Galid Osman e Marcos Gomes também garantiram vaga na decisão.

Q3
Os seis pilotos foram para pista separadamente na terceira parte para uma única volta lançada que decidiria quem seria o pole position da etapa de abertura da temporada 2017 da Stock Car. E o primeiro lugar do grid ficou com Daniel Serra, que foi o mais rápidos em todas as etapas do classificatório. Max Wilson (2º ), Thiago Camilo (3º), Galid Osman (4º), Átila Abreu (5º) e Marcos Gomes (6º ), completam a lista dos seis primeiros.

Veja como ficou o grid de largada para a primeira corrida de domingo:
1-) 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) - 1:24.332
2-) 65 Max Wilson (RCM Motorsport) - 1:24.754
3-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) - 1:24.774
4-) 28 Galid Osman (Ipiranga Racing) - 1:24.877
5-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) - 1:25.244
6-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) - 1:26.331
7-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) - 1:24.796
8-) 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - 1:24.815
9-) 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) - 1:24.816
10-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) - 1:24.906
11-) 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) - 1:24.949
12-) 111 Rubens Barrichello (Full Times Sports) - 1:25.005
13-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - 1:25.025
14-) 18 Allam Khodair (Full Times Sports) - 1:25.056
15-) 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) - 1:25.296
16-) 25 Tuka Rocha (RCM Motorsport) - 1:25.172
17-) 12 Lucas Foresti (Full Time Academy) - 1:25.204
18-) 5 Denis Navarro (Cimed Racing) - 1:25.228
19-) 44 Betinho Valério (Full Time Bassani) - 1:25.242
20-) 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) - 1:25.310
21-) 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) - 1:25.330
22-) 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Sports) - 1:25.330
23-) 73 Sergio Jimenez (Bardahl Hot Car) - 1:25.342
24-) 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) - 1:25.433
25-) 117 Guilherme Salas (Vogel Motorsport) - 1:25.446
26-) 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - 1:25.514
27-) 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) - 1:25.550
28-) 3 Bia Figueiredo (Full Time Academy) - 1:25.629
29-) 9 Guga Lima (Bardahl Hot Car) - 1:25.898
30-) 31 Marcio Campos (Blau Motorsport) - 1:26.322

 

Gaetano di Mauro vence a primeira do Brasileiro de Turismo

A primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo começou a ser disputada neste sábado (1o/04), no Autódromo de Goiânia. A primeira corrida do final de semana foi marcada pelo duelo à parte entre os dois primeiros do grid: o pole Edson Coelho e Gaetano di Mauro. E quem levou a melhor foi o piloto da Shell Racing, que ultrapassou o adversário na penúltima volta e venceu a primeira corrida de sua carreira na categoria. Raphael Reis, Vitor Baptista e Gustavo Myasava completaram o pódio.

"Foi uma corrida difícil, tive que esperar ele usar todos os botões de ultrapassagem no começo e fui segurando meu pneu para ter essas voltas rápidas no final. Essa foi minha estratégia. Não esperava vencer na estreia na categoria, o trabalho da equipe foi excelente". O vencedor da primeira bateria terá 80kg de lastro na corrida de amanhã, que terá transmissão ao vivo no SporTV 2, a partir das 08h35.

Segundo colocado na corrida, Edson Coelho lamenta ter errado ao acionar o botão de ultrapassagem involuntariamente, mas reclama de um toque de Gaetano na ultrapassagem que determinou o resultado final. "A corrida estava controlada, mesmo com o desgaste dos pneus. A situação complicou quando acionei o push acidentalmente e fiquei sem utilizar o botão de ultrapassagem por duas voltas na reta e perdi a vantagem", comentou o piloto mineiro.

Outro confronto que também chamou a atenção durante a primeira bateria foi entre Gustavo Myasava e o estreante Vitor Baptista, que brigaram pela 4ª posição por várias voltas. Dessa vez, quem se deu melhor foi o piloto da Full Time, que assim como Gaetano, fez sua primeira prova na categoria.

Veja como ficou a classificação final da primeira bateria do Brasileiro de Turismo:

1. 11 - Gaetano di Mauro - 21 voltas em 32min23s406
2. 99 - Edson Coelho - 5.640
3. 77 - Raphael Reis - 10.893
4. 120 - Vitor Baptista - 15.586
5. 117 - Gustavo Myasava - 15.759
6. 7 - Guido Borlenghi - 24.090
7. 177 - Luca Milani - 24.251
8. 17 - Pietro Rimbano - 36.849
9. 35 - Gabriel Robe - 43.007
10. 8 - Dudu Taurisano - 57.648
11. 23 - Marco Cozzi - 1:02.268
12. 19 - Mateus Muniz - 1:06.543
13. 46 - Tuca Antoniazzi - a 1 volta
14. 86 - Gustavo Frigotto - a 2 voltas
Não completaram 75% da prova
15. 84 - Fernando Croce - a 13 voltas
16. 72 - Fabio Fogaça - a 16 voltas

II 12 Horas de Porto Alegre - 1963

 

Prova disputada no antigo circuito da Pedra Redonda Valter Dalssotto e Juvenal Martini seguido por Breno Fornari correndo de Sinca ficaram em primeiro e segundo lugar respectivamente.

O DKW 12 na classe B pilotado por Flavio Delmesi levou a melhor nesta prova seguido de perto por Bird Clemente com DKW de número 10. O ano era 1963. (Asterio Santos YouTube)

 

 

Nelsinho Piquet espera confirmar evolução da NextEV no ePrix de Buenos Aires

Primeiro campeão do mundo da Fórmula E destaca simulações realizadas pelo time

Serão nada menos que 98 dias de intervalo entre a segunda etapa do campeonato e a terceira, marcada para este sábado em Buenos Aires. Salvo pela folga de fim de ano, o período foi de trabalho intenso nos simuladores do NextEV NIO Formula E Team.
E agora Nelsinho Piquet espera comprovar na pista a evolução do equipamento. O primeiro campeão mundial da FIA Fórmula E já tem um pódio em Buenos Aires –foi terceiro colocado justamente na temporada de sua conquista–, e chega credenciado também por boas performances nos treinos qualificatórios da temporada 3. Ele colocou o carro #3 na pole na abertura do campeonato em Hong Kong e largou em terceiro em Marrakesh.
“O intervalo nos deu bastante tempo para trabalhar. Cumprimos uma extensa bateria de testes de simulador. Nossa meta não mudou: queremos ganhar corridas. Sabemos que precisamos evoluir um pouco mais para ter o melhor carro e o melhor time e estamos nos esforçando muito para isso. A pista de Puerto Madero é desafiadora e veloz e faz muito calor na cidade, o que pode ser um desafio adicionsal para todos”, comentou o brasiliense.
O traçado de 2,479 km e 12 curvas será o primeiro da história a receber pela terceira vez um ePrix. A prova tem previsão de 37 voltas. O Fox Sports 2 exibe a corrida a partir das 16h30 deste sábado.

 Luis Ferrari

Apresentado o carro para Carlos Sainz Dakar 2016

Peugeot revelou a sua renovação 2008 DKR com que Carlos Sainz, Stephane Peterhansel e Cyril Despres quarto piloto ainda para revelar o ataque do Rally Dakar 2016
Carlos Sainz dirigir o novo 2008 DKR16  Flavien Duhamel / Red Bull Piscina conteúdo

O DKR16 2008, com Carlos Sainz, Stephane Peterhansel e Cyril Despres quarto piloto ainda para descobrir concurso no próximo ano Rally Dakar.
A renovação do buggy, que começou em janeiro, já que o modelo original atravessou a rampa de chegada do Dakar 2015 na Argentina, foi concluída graças ao trabalho árduo dos engenheiros Peugeot, examinando todos os aspectos do veículo que poderia ser melhorado e tudo com a ajuda de Peterhansel (11 vezes vencedor do evento), Sainz (campeão mundial de rali e vencedor do Dakar) e Despres (cinco vezes de moto Dakar.
O carro é mais longo, mais largo, mais baixo e mais poderoso do que seu antecessor. "Sim, você pode dizer a diferença, com um centro de gravidade que o torna mais estável e sólida para que a velocidade em curva é maior", disse Peterhansel. Estabilidade foi precisamente um dos problemas que os pilotos mostraram em sua estréia na competição em 2015.
"Nós mudamos um monte de coisas para que possamos dizer que é um carro completamente novo em relação ao ano passado. Estou muito otimista", admite Sainz, que, enquanto Peterhansel e Despres competindo na China, permaneceu na Europa para se concentrar em melhorar máquina.
Agora ele precisava saber que acompanham Sainz, Peterhansel e Despres no Team Peugeot Total no Dakar 2016. Fala-se de Loeb, mas os franceses finalmente decidir não dar o salto, o principal candidato para a quarta unidade seria Romain Dumas .
Fonte:sport.es

Fotos: Divulgação

 

 

Mercedes-Benz Challenge: emocionante, etapa de Interlagos

Mercedes-Benz Challenge: emocionante, etapa de Interlagos esquenta briga pelos dois títulos

- Adriano Rabelo vence de forma surpreendente na CLA e se aproxima do líder Fernando Jr.
- Na C 250, os três primeiros na tabela estão separados por apenas quatro pontos
 - Rabelo se emociona ao vencer em Interlagos: "Hoje realizei um sonho de menino"
- Decisão dos dois títulos ficou para a etapa final, dia 13 de dezembro, também em São Paulo, valendo pontuação dobrada

 Com vitórias da dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk, na categoria C 250 Cup, e de Adriano Rabelo, na CLA AMG Cup, o Mercedes Benz-Challenge realizou em Interlagos (SP) a sétima etapa da temporada, corrida que foi disputada no mesmo dia do Grande Prêmio Petrobras do Brasil de Fórmula 1. Ao todo, a prova contou com 40 veículos: 22 CLA 45 AMG Racing Series e 18 C 250 Sport.

 A disputa na CLA AMG Cup foi intensa do início ao fim, e acabou sendo definida nos últimos metros. O atual campeão da categoria, Arnaldo Diniz, liderou boa parte da prova, mas quando caminhava para sua primeira vitória neste ano, foi obrigado a abandonar por falta de combustível, a poucos metros da linha de chegada.

 O abandono de Diniz deixou o caminho livre para a terceira vitória do cearense Adriano Rabelo, que disputa, ponto a ponto, o título da temporada com o gaúcho Fernando Jr. "A emoção foi muito grande quando o Diniz parou, bem na subida que antecede a reta do box, por que meu esforço do final de semana foi enorme, eu estava merecendo a vitória", disse Rabelo. "Para falar a verdade, ganhar uma corrida no mesmo evento da Fórmula 1 é um sonho, com um público desses e um pódio como o que tivemos aqui. Experimentei aqui momentos que poucos podem ter na vida. Hoje, eu realizei um sonho de menino", completou o Cearense Voador.

 Na largada, o paulista Cesare Marrucci tomou a dianteira do pole e líder do campeonato, Fernando Júnior. A seguir, o piloto gaúcho também perdeu mais posições e chegou a estar em oitavo. No último terço de prova, no entanto, ele recuperou o bom ritmo e foi subindo na classificação, até terminar na segunda posição. "Foi uma boa corrida. Gostaria de ter vencido, claro, mas fizemos o que foi possível", disse o piloto. "Tomei muitos toques de outros concorrentes e tive que defender muito na largada. Fiz ainda a melhor volta da prova. O (vencedor Adriano) Rabelo tirou três pontos da nossa vantagem, mas ainda restam doze. Vamos à luta. Tem mais uma etapa que vai decidir tudo e nós vamos brigar pelo título", avaliou o líder.

 Com o resultado, Fernando Jr. passou a somar 114 pontos, contra 102 de Adriano Rabelo. Como a etapa de encerramento da temporada, marcada para o dia 13 de dezembro novamente em São Paulo, terá pontuação dobrada, inúmeras combinações de resultado podem definir o campeão. Fernando Jr. depende apenas de seus próprios resultados, o que significa que ficará com o título caso termine a prova à frente de seu principal adversário. Já Rabelo, o único que pode tirar o campeonato do piloto de Santa Cruz do Sul, precisa vencer e torcer para que o gaúcho não passe da quarta posição.

 A etapa paulista marcou o primeiro pódio de Fernando Amorim na CLA AMG Cup. Mesmo largando em 16o em razão de um erro no acerto do carro para o treino de classificação, ele recebeu a bandeirada em terceiro. "O automobilismo é um esporte cheio de emoções de todos os tipos. Comecei a temporada dividindo o carro com meu filho. Nesta etapa corri sozinho e prometi um pódio para o pessoal lá de casa. Mantive a confiança na conquista de um bom resultado e não me desmotivei. O bom conhecimento que tenho da pista de Interlagos ajudou, apesar da pista ter mudado um pouco. Mesmo assim, o conhecimento dos pontos onde se deve poupar mais os freios e outros aspectos técnicos foi fundamental", comentou Amorim.

Paioli domina C 250 -  Já a prova da C 250 Cup apresentou menos alternativas. O domínio demonstrado pela Paioli Racing nos treinos livres e, principalmente, na tomadas de tempo para o grid, se manteve durante a corrida. A ponto de os líderes não terem sido incomodados em nenhum momento da competição. Pole da categoria, a dupla Marcos Paioli/Peter Gottschalk venceu com dez segundos de vantagem para Peter Michel Gottschalk, o segundo colocado - dando os dois primeiros lugares para o time paulista.

 Apesar de não ter representado mais uma vitória na carreira de Michel, o segundo lugar obtido neste domingo permitiu a ele assumir a liderança do campeonato, com apenas dois pontos de vantagem para a dupla Luiz Sena Jr./Cleiton Campos (99 a 97). A briga direta pelo título não se resume a eles, já que o capixaba Betinho Sartório aparece logo a seguir na tabela, com 94 pontos. Ao menos matematicamente, os oito primeiros colocados da C 250 Cup têm chances de ficar com o título.

 Quem não foi a Interlagos poderá ver a prova deste domingo no próximo dia 22 de novembro, no canal BandSports, a partir das 10h. Valendo pontuação dobrada, a oitava e última etapa da temporada 2015 do Mercedes-Benz Challenge entrega 40 pontos para o vencedor e será no dia 13 de dezembro, também em Interlagos. Confira os resultados de hoje:
 1) Adriano Rabelo (Cordova Motorsports - CLA), 25 voltas
 2) Fernando Junior (WCR - CLA), a 3.869
 3) Fernando Amorim (Fiolux RSports Racing - CLA), a 7.619
 4) Cristian Mohr (RSports Racing - CLA), a 8.992
 5) Neto De Nigris (De Nigris/Europamotors - CLA), a 13.220
 6) Thiago Viana (VB Motorsport - CLA), a 17.436
 7) Carlos Kray (CKR Racing - CLA), a 20.936
 8) Marcelo Hahn/C.Hahn (Blau Motorsport - CLA), a 23.135
 9) Pierre Ventura (CKR Racing - CLA), a 38.612
 10) Fernando Poeta (Sul Racing - CLA), a 46.426
 11) Betão Fonseca (Center Bus Sambaiba Racing - CLA), a 59.632
 12) Danilo Pinto (Scuderia 111 - CLA), a 1:19.255
 13) Claudio Dahruj/Otavio Mesquita VB Motorsport - CLA), a 1:21.108
 14) Cesare Marrucci (Cordova Motorsports - CLA), a 1:25.166
 15) Paulo Totaro (Scuderia 111 - CLA), a 1:28.009
 16) Arnaldo Diniz Filho (Comark Racing - CLA), a 1 volta
 17) Marcos Paioli/Peter Gottschalk (Paioli Racing ¬- C250), a 1 volta
 18) Peter Michel Gottschalk (Paioli Racing - C250), a 1 volta
 19) Max Mohr (RSports Racing - C250), a 1 volta
 20) Flavio Andrade (Hot Car Competições - C250), a 1 volta
 21) Mauricio Lund/Alberto Cattucci (Hot Car Competições - C250), a 1 volta
 22) Betinho Sartório (Paioli Racing - C250), a 2 voltas
 23) Beto Rossi/Alline Cipriani (Divena Racing/RSports Racing - C250), a 2 voltas
 24) Christian Germano (Center Bus Sambaiba Racing - C250), a 2 voltas
 25) Marcio Basso (Center Bus Sambaiba Racing - C250), a 2 voltas
 26) Luiz Sena Jr/Cleiton Campos (WCR - C250), a 2 voltas
 27) Claudio Simão/Vinicius Simão (Center Bus Sambaiba Racing - C250), a 2 voltas
 28) A. Papazissis/A.Camacho (RSports Racing - C250), a 2 voltas
 29) Leo Jr/Lucca de Nigris (De Nigris/Europamotors - C250), a 3 voltas
 30) C Eduardo Placucci/C.A.Guilherme (Center Bus Sambaiba Racing - C250), a 4 voltas
 31) Roberto Santos (Della Via Racing Team - C250), a 5 voltas
 32) Aymam Darwich (RSports Racing - C250), a 5 voltas
 33) Lorenzo/Paulo Varassin (Cordova Motorsports - CLA), a 6 voltas
 34) Fernando Fortes (Sul Racing - CLA), a 17 voltas
 35) Richard Heidrich/Armin Kliewer (Center Bus Sambaiba Racing - C250), a 19 voltas
 36) Theo de Nigris/Thiago de Nigris (De Nigris/Europamotors - C250), a 20 voltas
 37) Luiz Carlos Ribeiro (Mottin Racing - CLA), a 22 voltas
 38) Cesar Fonseca (Center Bus Sambaiba Racing - CLA), a 22 voltas
 39) Peter Ferter (LT Team - CLA), a 24 voltas

 Com estes resultados, a nova classificação é esta:
CLA AMG Cup
 1) Fernando Junior, 114
 2) Adriano Rabelo, 102
 3) Cristian Mohr, 71
 4) Pierre Ventura, 61
 5) Neto De Nigris, 56
 6) Cesare Marrucci, 51
 7) Carlos Kray, 48
 8) Arnaldo Diniz Filho, 39
 9) Fernando Fortes, 37
 10) Roger Sandoval, 37
 11) Peter Ferter, 35
 12) Fernando Amorim, 34
 13) Claudio Dahruj, 33
 14) Marcelo Hahn, 29
 15) Fernando Poeta, 28
 16) Luiz Carlos Ribeiro, 27
 17) Cesar Fonseca, 27
 18) Betão Fonseca, 21
 19) Victor Amorim, 19
 20) Guilherne Daudt, 13
 21) Danilo Pinto, 13
 22) Jose Vitte, 10
 23) Thiago Viana, 10
 24) Rodney Felicio, 9
 25) Otavio Mesquita, 9
 26) Christian Hahn, 8
 27) Paulo Totaro, 8
 28) Lorenzo/Paulo Varassin, 6


C 250 Cup
 1) Peter Michel Gottschalk, 99
 2) Luiz Sena Jr/Cleiton Campos, 97
 3) Betinho Sartório, 94
 4) Marcos Paioli/Peter Gottschalk, 87
 5) Christian Germano, 69
 6) Marcio Basso, 67
 7) Max Mohr, 60
 8) Flavio Andrade, 60
 9) Beto Rossi, 52
 10) Claudio Simão, 38
 11) Edson Ferreira, 36
 12) Roberto Santos, 25
 13) Theo De Nigris, 20
 14) Thiago De Nigris, 20
 15) Mauricio Lund, 19
 16) Bruno Mesquita, 17
 17) Alline Cipriani, 16
 18) Alberto Cattuci, 11
 19) Carlos Alberto Guilherme, 7
 20) Vinicius Simão, 5
 21) A.Papazissis/A.Camacho, 4
 22) Roberto Cirino, 3
 23) Leo Jr/Lucca de Nigris, 3
 24) C. Eduardo Placucci, 2
 

Pesquisar